«A Baleia no Fim do Mundo» de John Ironmonger

John Ironmonger, autor inédito no nosso país, é formado em Zoologia nas universidades de Nottingham e Liverpool, e um verdadeiro cidadão do mundo. Através deste livro, fenómeno de vendas internacional e que o Financial Times categorizou como «divertido, inspirador e maravilhoso», o autor oferece-nos uma narrativa envolvente e profundamente comovedora – de um humor e otimismo que recusam a ingenuidade.

Sinopse

Tudo começou com a baleia.

Um homem nu dá à costa no areal da aldeia de St. Piran, na Cornualha. Torna-se de imediato evidente para os locais que este não será um dia como os outros. Que motivo o terá levado ali? E que crise é aquela que ameaça não só a sua pequena comunidade como também toda a civilização – e que apenas ele compreende?

Com uma pandemia como pano de fundo, e uma baleia à espreita na baía, os habitantes de St. Piran terão de se unir para sobreviver.

John Ironmonger oferece-nos uma narrativa envolvente e otimista, escrita com muito humor, contando-nos uma história desarmante acerca daquilo que é realmente importante para cada um de nós, aquilo que nos mantém a todos juntos, e de como a esperança pode ser sempre encontrada, até no fim do mundo.

COMPRAR na WOOK

COMPRAR na BERTRAND

Já à venda
Sobre o Autor

John Ironmonger, autor finalista do Prémio Costa em 2012, nasceu em Nairobi, no Quénia, e graduou-se em Zoologia nas universidades de Nottingham e Liverpool. A sua tese de doutoramento foi um estudo fascinante sobre a ecologia das lesmas de água doce.

Lecionou durante um curto período de tempo antes de, nos anos 80, ter enveredado por uma carreira na indústria informática, que foi devidamente temperada com uma série de viagens pelo Médio Oriente e pelos continentes americanos e europeu.

Sue, a sua esposa, colaborou numa quinta da RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) e fez parte da administração do Zoo de Chester. O casal acredita que podem ser os únicos cidadãos europeus vivos que testemunharam a presença de uma cria de rinoceronte-de-java, uma das mais raras espécies de rinocerontes, com a sua progenitora. Vivem no nordeste da Inglaterra, têm dois filhos e atualmente três netos.

Boas Leituras ❤️

Author: Ana Rute Primo

Licenciada em Educação, com especialização em Pedagogia Social e da Formação, empreendedora e autodidata do mundo digital, apaixonada por livros (tanto faz que sejam em papel como em formato ebook), viciada em bibliotecas e livrarias, adora animais e a natureza, preza o silêncio e o bem-estar físico e emocional. Traz sempre a família no coração. Podem segui-la no instagram em https://www.instagram.com/anaruteprimo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *