Era uma vez em Hollywood, romance de estreia de Quentin Tarantino

O realizador reinventou o seu mais recente filme e criou um romance surpreendente. A aguardada estreia de Quentin Tarantino na literatura de ficção baseia-se no seu mais recente filme, com tanto de hilariante como de selvagem, Era uma vez em Hollywood, aclamado pela crítica e vencedor de dois Óscares.

Verdadeiro entusiasta da cultura Pop, Tarantino usa o seu conhecimento do ambiente que se vivia na Hollywood do final dos anos 60 – partilhado por atores veteranos que protagonizaram esse período de ouro da indústria do cinema – para escrever um romance repleto de detalhes, de conversas de bastidores, de acontecimentos reais e que configura uma verdadeira viagem à história do cinema e da televisão.

Os leitores que pensam que vão encontrar uma reprodução linear do filme terão uma agradável surpresa: Quentin Tarantino reinventou a história, transformou e aumentou várias das cenas protagonizadas por Rick Dalton e Cliff Booth e acrescentou várias passagens e personagens que vão surpreender os fãs do universo de Tarantino e deste filme em particular. E para quem ficou expectante sobre o que acontece após a cena final do filme, o realizador deixou várias surpresas.

Sinopse

Rick Dalton, ator de Hollywood, não está na melhor fase da sua carreira. Após vários anos em que protagonizou grandes êxitos cinematográficos, surgiu uma nova estrela: Steve McQueen. Agora, Dalton recebe apenas papéis em séries de televisão e produções europeias.

Sempre a seu lado, Cliff Booth, o seu duplo e fiel assistente. Juntos, protagonizam uma história em que descobrimos a Hollywood de finais dos anos 60 e em que aparecerão personagens tão díspares como Charles Manson, Roman Polansky ou Sharon Tate.

Reconhecido em todo o mundo como um realizador de culto, Quentin Tarantino marca a sua estreia na literatura de forma igualmente brilhante, com uma reinvenção magistral do filme que recebeu 10 nomeações para os Óscares.

COMPRAR na WOOK

COMPRAR na BERTRAND

Sobre o Autor:

Quentin Tarantino, com a sua imaginação delirante e dedicação à escrita de narrativas complexas, QUENTIN TARANTINO é um dos cineastas com maior projeção internacional da atualidade.

A sua estreia como realizador teve lugar em 1992, com Cães Danados. A seguir, coescreveu, realizou e protagonizou Pulp Fiction, com o qual conquistou o seu primeiro Óscar, para Melhor Argumento.

Seguiram-se os aclamados Jackie Brown, Kill Bill 1 e 2, À prova de Morte, o seu filme épico sobre a II Guerra Mundial, Sacanas Sem Lei, Django Libertado (com o qual conquistou o seu segundo Óscar para Melhor Argumento), e Os Oito Odiados.

O seu filme mais recente, Era Uma Vez em Hollywood, brilhantemente reinventado no seu romance de estreia, foi nomeado para 5 Globos de Ouro, 10 BAFTA e 10 Óscares da Academia.

Author: Sílvia Reis

Professora de Inglês e Alemão e tradutora é, hoje em dia, mãe a tempo inteiro e trabalhadora multi-funções em part-time. O pouco, muito pouco, tempo livre que lhe resta, é utilizado para ler. Podem segui-la no Blog O Dia da Liberdade, no facebook e no instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *