“Odisseia Magnífica” de António Graça de Abreu

“Odisseia Magnífica” de António Graça de Abreu

Sinopse

Uma volta ao mundo em tempos de mudança

António Graça de Abreu, um dos poucos sinólogos portugueses, viajante impenitente da China, por cujas cidades e províncias e regiões viajou e conheceu ao longo de 40 anos, começou, em Janeiro de 2020, uma singular jornada marítima, a sua segunda volta ao mundo. Foi a vez de Itália, França, Espanha, Portugal, Cabo Verde, Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Polinésia Francesa, Nova Zelândia, Austrália… A intenção era, de novo, saciar o fulgor do olhar, ir em busca da complexidade dos quotidianos das gentes espalhadas pelos mil recantos do globo, navegando ao sabor de todos os mares, na abertura a horizontes esparramados pela imensidão dos oceanos. E, em silêncio, contemplar a sombra da sua própria sombra.

A navegação teve também a mão e a orientação do périplo de Fernão de Magalhães, há quinhentos anos sulcando quase as mesmas águas. Depois, meio à deriva, durante mais de um mês, pelo Pacífico, pelo Índico, pelo mar Vermelho, pelo Mediterrâneo, ainda e sempre no navio Magnífica, em tempo de pandemia, rasgavam-se os mares em busca de um acolhedor bom porto. Este é o diário de bordo de uma fantástica aventura interrompida pela covid-19.

Ficha técnica

N.º de Páginas: 160
Ano de Edição: Setembro 2020
ISBN: 978-989-702-574-7
Formato: 15×23
Capa: Brochado

Author: Helena Isabel Bracieira

helenabracieira@boasleituras.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *