Opinião: «A Cadela» de Pilar Quintana

Título: A Cadela

Autora: Pilar Quintana

Edição: Fevereiro 2021

Tradução: Pedro Rapoula

Páginas: 128

Editora: Dom Quixote

ISBN: 9789722071314

Sinopse

Na costa da Colômbia virada ao Pacífico – num lugar onde a paisagem luxuriante contrasta com uma pobreza extrema e o homem é uma migalha diante da força dos elementos – vive Damaris, uma negra com cerca de 40 anos que toda a vida quis ser mãe. A sua relação com o marido tornou-se, aliás, fria e turbulenta à medida que o casal foi sacrificando tudo o que tinha à obsessão de Damaris e, apesar disso, ela nunca conseguiu engravidar.

Mas a vida desta mulher frustrada parece encontrar uma réstia de esperança no dia em que adopta a última cadelinha de uma ninhada. Só que, tal como os filhos nem sempre correspondem às ambições que os pais têm para eles, Chirli também não será a cadela com que Damaris sonhou.

Esta é uma novela brilhante sobre a maternidade, a traição, a lealdade, a culpa, e também sobre a relação enigmática e por vezes excessiva entre os donos e os seus animais. Uma história narrada pela voz confiante e madura de uma escritora que viu o seu livro ser traduzido em mais de uma dezena de línguas e chegar à final do National Book Award nos EUA.

COMPRAR na WOOK

COMPRAR na BERTRAND

Opinião

O que parecia ser uma história sobre o amor incondicional entre uma mulher e uma cadela tornou-se numa narrativa focada nos maus-tratos e traições de uma para com a outra.

É um livro sobre a resiliência humana, sobre a pobreza, sobre a culpa, sobre a ânsia de se ser mãe, sobre a inexistência de cuidados veterinários e sobre a supremacia do Homem sobre o animal.

Foi uma leitura estranha, muito gráfica e dura especialmente porque se refere a cães, animais de que tanto gosto e respeito. Adorei a caraterização de Damaris, uma mulher negra, forte e trabalhadora, personagem que nos acompanha ao longo de toda a narrativa. Só lamento o facto de, no final, a personagem perder toda a sua integridade. Talvez seja isto mesmo que nos faça refletir sobre os valores em que acreditamos e a facilidade com que, em algumas situações, abrimos mão deles. A expectativa que colocamos nos outros é somente a vontade individual de que esses outros sejam perfeitos, o que, inevitavelmente, nunca virá a corresponder à realidade.

Este livro não é para ser lido por pessoas que amam animais e que são facilmente impressionáveis.

Boas Leituras ❤️

Author: Ana Rute Primo

Licenciada em Educação, com especialização em Pedagogia Social e da Formação, empreendedora e autodidata do mundo digital, apaixonada por livros (tanto faz que sejam em papel como em formato ebook), viciada em bibliotecas e livrarias, adora animais e a natureza, preza o silêncio e o bem-estar físico e emocional. Traz sempre a família no coração. Podem segui-la no instagram em https://www.instagram.com/anaruteprimo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *