Opinião: «Atos Humanos» de Han Kang

Título: Atos Humanos

Autora: Han Kang

Edição: Agosto 2017

Tradução: Maria do Carmo Figueira

Páginas: 232

Editora: Dom Quixote

ISBN: 9789722063234

Sinopse

Em 1980, por toda a Coreia do Sul, os estudantes revoltaram-se contra o fecho de universidades e a falta de liberdade de expressão. Porém, na região de Gwangju, a repressão foi tão violenta que a população acabou por se juntar ao protesto, dando origem a um dos piores massacres na história do país. Os mortos e desaparecidos ainda estão, de resto, por contabilizar.

Como lidar com a morte de alguém quando o seu corpo não aparece? Esta é a história de Dong-ho, um rapaz que não resistiu a seguir o melhor amigo até à manifestação, mas, quando ouviu os tiros, largou-lhe a mão, procurando-o agora entre os cadáveres de uma morgue improvisada. E é também a história dos que cruzaram o caminho de Dong-ho antes e depois dessa noite infame – os que caíram por terra desarmados e os que foram levados para a prisão e torturados; os que sobreviveram ao terror mas nunca mais conseguiram falar do assunto e os que, tantos anos passados, sabem, tal como Han Kang, que a história pode repetir-se a qualquer momento e que é preciso lembrar os atos brutais de que os humanos são capazes.

Este é um romance universal e moderno sobre a batalha que os fracos travam contra os fortes na luta pela justiça.

COMPRAR na WOOK

COMPRAR na BERTRAND

Opinião

Este é um livro duro que retrata as revoltas estudantis em 1980, em Gwangju, Coreia do Sul, os assassinatos a sangue-frio, a tortura a que alguns foram sujeitos, as sequelas e os traumas para a vida. Apenas porque lutavam contra o regime. Que bom que é sermos livres!

Já tinha lido A Vegetariana da mesma autora e, embora os registos sejam completamente diferentes, continuo sem apreciar particularmente o estilo da escrita de Han Kang. Sinto que, por vezes, falta profundidade, um fio condutor mais preciso e coerente. Não sei se tem ou não a ver com as diferenças culturais, mas se houve alturas em que adorei as descrições mais detalhadas, outras houve em que o detalhe do inútil foi bastante explorado.

É um livro onde a ficção se mistura com a realidade, um documento importante que nos transporta para o seio das atrocidades cometidas pelo ser humano. Não importa o contexto, o ser humano é sempre capaz do melhor e do pior.

Boas Leituras ❤️

Author: Ana Rute Primo

Licenciada em Educação, com especialização em Pedagogia Social e da Formação, empreendedora e autodidata do mundo digital, apaixonada por livros (tanto faz que sejam em papel como em formato ebook), viciada em bibliotecas e livrarias, adora animais e a natureza, preza o silêncio e o bem-estar físico e emocional. Traz sempre a família no coração. Podem segui-la no instagram em https://www.instagram.com/anaruteprimo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *