Opinião: «O Sanatório» de Sarah Pearse

Título: O Sanatório

Autora: Sarah Pearse

Edição: Fevereiro 2022

Tradução: Elsa T. S. Vieira

Páginas: 416

Editora: Porto Editora

ISBN: 978-972-0-03490-8

Sinopse

Meio escondido na floresta e rodeado pelos picos ameaçadores das montanhas, Le Sommet sempre foi um lugar sinistro. Desde há muito objeto de rumores preocupantes, o antigo sanatório abandonado é alvo de uma intensa renovação e transformado num hotel de luxo com características singulares, recordações funestas da sua história…

Um hotel sumptuoso e isolado nos Alpes é o último lugar onde a detetive Elin Warner, ainda a recuperar de uma intensa investigação policial, deseja estar. Mas quando recebe um convite inesperado para comemorar o noivado de Isaac, o irmão de quem há muito se afastou, Elin não tem sequer a desculpa do trabalho para não aceitar. Chegou por fim o momento de ajustar contas com o passado e enfrentar memórias dolorosas.

A chegada a Le Sommet coincide com o início de uma tempestade ameaçadora, e Elin sente-se tensa – há algo no hotel que a deixa com os nervos em franja. Quando acorda na manhã seguinte e descobre que Laure, a noiva de Isaac, desapareceu sem deixar rasto, a sua inquietação aumenta ainda mais. Mas não é a única: com a tempestade a impedir todos os acessos ao hotel, os restantes hóspedes começam aos poucos a entrar em pânico.

No entanto, ainda ninguém deu conta de que houve mais desaparecimentos…

COMPRAR na WOOK

COMPRAR na BERTRAND

Opinião

Para livro de estreia não está nada mal.

O cenário, um hotel de luxo construído a partir de um antigo sanatório para doentes com tuberculose, é soberbo. Contém elementos arrepiantes que nos fazem antecipar o pior. Com uma localização remota, fica ainda mais votado ao isolamento perante uma tempestade que o torna inalcançável, quer à policia, quer a equipas médicas.

A personagem principal, a detetive Elin Warner, é uma pessoa muito indecisa, muito devido ao seu passado familiar trágico e a um dos seus casos anteriores. Transmite pouca confiança para uma mulher com a sua profissão.

É uma leitura que nos aguça a curiosidade e que nos prende do início ao fim. Nada previsível, sempre com reviravoltas com que não estamos a contar. Desconfiamos de tudo e de todos. Viciante.

Gostei da leitura, embora o final, na minha opinião, tenha sido pouco coerente e algo forçado. As motivações do assassino não fazem grande sentido lógico.

Boas Leituras ❤️

Author: Ana Rute Primo

Licenciada em Educação, com especialização em Pedagogia Social e da Formação, empreendedora e autodidata do mundo digital, apaixonada por livros (tanto faz que sejam em papel como em formato ebook), viciada em bibliotecas e livrarias, adora animais e a natureza, preza o silêncio e o bem-estar físico e emocional. Traz sempre a família no coração. Podem segui-la no instagram em https://www.instagram.com/anaruteprimo .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *